quinta-feira, maio 30, 2013

Slater - Notícias 244:Hugh Jackman Vive Dia de Herói

Hugh Jackman Vive Dia de Herói

O astro de Hollywood dribla o vento e ajuda comerciante a salvar sua tenda

Hugh Jackman vive dia de herói  - Getty Images
Hugh Jackman ganhou o dia no Southampton Village, mercado de fazendeiros nos Hamptons, ao salvar uma donzela em perigo que lutava para montar seu stand de alimentos.

O galã de Hollywood deu uma força para a proprietária do Donna McCue´s Fat Ass Fudge, que tentava driblar o vento que destruía sua barraca. Uma testemunha disse ao jornal New York Post: "Ele, muito gentilmente, ajudou a montar a tenda no vento e até posou para fotos depois", afirmou.

O astro também comprou caldos e barras de energia de Donna, que não conseguiu reconhecê-lo à primeira vista. Quando ela percebeu que estava sendo ajudada por um dos homens mais famosos de Hollywood, o ator brincou dizendo que ele merecia ganhar algum dinheiro pelo seu trabalho suado. "Você sabe que eu recebo US$ 7,50 (R$ 15) por hora", brincou.

Jackman é famoso por seu lado caridoso e manteve este espírito no set de "Os Miseráveis", dando a equipe e seus colegas de elenco, incluindo Anne Hathaway, Russell Crowe e Amanda Seyfried, presentes divertidos, como bilhetes de loteria.
Ele também organizou a doação de US$ 15 mil (R$ 30 mil) para um novo sistema de aquecimento à igreja Virgem de Santa Maria, de Oxon, na Inglaterra. 

Slater - Notícias 243:Elizabeth Savalla se defende das críticas de ex-chacretes

Elizabeth Savalla se defende das críticas de ex-chacretes


A atriz enfatiza que a novela é obra de ficção

Elizabeth Savalla se defende das críticas de ex-chacretes - Ag.News

Márcia, vivida por Elizabeth Savalla em Amor à Vida, da Globo, tem deixado a atriz em êxtase. Na trama, ela é conhecida como a ex-chacrete Tetê Para-Choque e Para-Lama e tem feito sucesso fora da telinha. Contudo, a interpretação tem trazido “no pacote” a insatisfação de algumas ex-dançarinas do Chacrinha.
“Soube que várias delas estão chateadas porque a Márcia já se prostituiu. Gente, se o vilão gay (Mateus Solano) é mau-caráter, não quer dizer que todo gay é assim. A mesma coisa acontece com as chacretes. Novela é ficção. Se a Márcia foi prostituta, não quer dizer que toda chacrete se prostituiu. A minha versão é uma grande homenagem às pessoas que passaram pela vida com dificuldade, sem apoio de ninguém. A Márcia vende cachorro-quente, foge do rapa e faz de tudo para se virar e criar a filha (Tatá Werneck)”, explica Savalla em entrevista ao jornal O Dia.

Sem papas na língua, Elizabeth confessa que teve medo de interpretar Tetê.
Falei para os autores: ‘não quero fazer uma caricatura e cair em estereótipos, quero dar dignidade a essa mulher’”, lembra. “Márcia é uma personagem muito complexa de ser feita”, garante a atriz, que procurou Rita Cadillac para entender melhor sobre a vida das chacretes e os motivos que fizeram muitas delas irem da fama ao anonimato.

Durante o bate-papo, Rita contou que Chacrinha (1917-1988) as valorizava, ressaltando o que cada uma tinha de mais marcante. Elas ficaram famosas, mas, quando acabou o Cassino do Chacrinha (1988), muitas ficaram sem emprego.
“Vi vídeos no YouTube sobre elas e cada uma levou um tipo de vida após a fama. No caso da Márcia, ela se considera famosa até hoje”, comenta Elizabeth, que critica o atual culto às celebridades e acredita que o sucesso é algo muito perigoso.
“Tem muita gente que me diz: ‘Minha filha é linda, tem que ser atriz’, aí eu falo que, se ela é linda, tem que ser modelo! Minha profissão não tem glamour, isso é coisa de revista e jornal. Ainda bem que TV não tem cheiro, porque ator sua, viu?”, diz, bem-humorada.
Com 58 anos e 39 deles dedicados à carreira, na época em que Elizabeth escolheu as artes cênicas, chocou o seu pai, Francisco, e quase foi deserdada.

Quem trabalhava nesse meio era considerada prostituta. Mas eu escolhi essa profissão porque, para mim, o palco era como um palanque, tinha a ver com política. Éramos uma classe pequena e engajada. Quem quisesse ser celebridade era execrado na época. Nunca quis ser capa de revista, aconteceu.

 A atriz, que já deu vida a mulheres supervaidosas como a primeira-dama Minerva, de Morde & Assopra (2011), e a dondoca Rebeca Ferraz, de ‘Sete Pecados’ (2007), diz não estar nem aí com a aparência física mais castigada de sua personagem no novo folhetim de Walcyr Carrasco.
“O fato de ficar mais gorda, eu realmente gostei.  Ano passado foi muito barra pesada para mim. Entrei na menopausa, operei a tireoide por causa de um hipertireoidismo. E, até acertar os hormônios, meu amor...”, revela Elizabeth, que, além disso tudo, também perdeu o pai. “Quando chegou em outubro do ano passado, eu já sabia que ia fazer a novela. Fui para a Europa com a minha mãe, passei quase um mês viajando. Lá, comemos bem e bebemos muito vinho, o que colaborou bastante com os quilinhos a mais da personagem, diverte-se.

Slater - Notícias 242:Fiéis se Unem para Montar Tapetes de Sal no Corpus Christi, no Rio

Fiéis se Unem para Montar Tapetes de Sal no

 

Corpus Christi, no Rio


Tapetes de sal e procissão fazem parte da preparação para a Jornada.
São Gonçalo e Niterói terão a presença da Cruz e ícone de Nossa Senhora.

Andressa Gonçalves e Cristiane CardosoDo G1 Rio
Jovens se unem para montar tapete de sal no Rio (Foto: Cristiane Cardoso/G1)Jovens se unem para montar tapete de sal, na manhã desta quinta-feira (30) (Foto: Cristiane Cardoso/G1)
Os tradicionais tapetes de sal, que enfeitam as ruas no feriado de Corpus Christi, mobilizam fiéis desde a madrugada desta quinta-feira (30). Além da Avenida Chile, no Centro do Rio, os tapetes serão estendidos em São Gonçalo e Niterói, na Região Metropolitana. Neste ano, a celebração será ainda maior por causa da Jornada Mundial da Juventude, que acontece de 23 a 28 de julho.
A estimativa é que o corredor de tapetes na Avenida Chile fique pronto até 12h. Desde a noitede quarta-feira (29), a via está interditada para a confecção da obra.
O grupo da Paróquia São Judas Tadeu, do Cosme Velho, que chegou por volta de 6h30, e trouxe um aparelho de som para embalar com músicas gospel a produção do tapete.
"É o primeiro ano nosso aqui, sempre foi uma vontade do nosso pároco, ontem fizemos lá e hoje estamos aqui. É uma alegria muito grande e maior ainda quando passa a procissão", explicou Sergio Alexandre, de 35 anos, que está na Paróquia há 6 anos.
O grupo da Paróquia São Judas Tadeu, do Cosme Velho, que chegou por volta de 6h30, trouxe um aparelho de som para ouvirem músicas gospel enquanto produzem o tapete (Foto: Cristiane Cardoso/G1)O grupo da Paróquia São Judas Tadeu, do Cosme
Velho, chegou por volta de 6h30
(Foto: Cristiane Cardoso/G1)
Já o vendedor Renato Oliveira, de 20 anos, participa da construção do tapete há 3 anos, com o Movimento Vida Cristã (MVC). "É um trabalho solidário. Vim aqui junto com o movimento para ajudar e a sensação é boa por isso. Não fiz nenhuma promessa, vim ajudar", disse.
Nesta quinta-feira, o momento mais esperado é a procissão da Candelária até a Catedral Metropolitana do Rio, no Centro. No local, o arcebispo do Rio dará a bênção sobre os tapetes expostos na pista.

São Gonçalo
Em São Gonçalo, detentora do título do maior tapete da América Latina, a obra terá cerca de 240 pinturas diferentes, distribuídas por 1,5km. Para a confecção, serão utilizados 50 toneladas de sal, 200 sacos de 100 litros de serragem, borra de café, pedrarias e tinta corante.
Grupo monta tapete de sal no dia de Corpus Christi, no Centro da cidade (Foto: Cristiane Cardoso/G1)Grupo monta tapete de sal no dia de Corpus Christi,
no Centro da cidade (Foto: Cristiane Cardoso/G1)
Na cidade, a festa será ainda mais especial, já que os símbolos da JMJ, a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora, estão no município.
Após a confecção dos tapetes, os fiéis irão se concentrar na Rua Coronel Moreira César, em frente à Igreja Matriz de São Gonçalo do Amarante, onde acontecerá a Santa Missa com o arcebispo Dom José Francisco. Depois, os fiéis seguem em procissão, caminhando sobre os tapetes e o dia será encerrado com show católico.
Niterói
A maior avenida de Niterói, a Amaral Peixoto, também será tomada pelos tapetes.
Mais de 1500 pessoas são responsáveis pela obra de arte. Serão 100 tapetes e um especial com a logo da nova catedral da cidade.

Às 15h acontecerá um show para recepção dos Símbolos da JMJ. A Santa Missa acontece às 16hs, seguida de procissão.
A origem da festa
O nome Corpus Christi vem do latim e significa “Corpo de Cristo”. A solenidade acontece sempre em uma quinta-feira em alusão à Quinta-feira Santa, quando se deu a instituição do sacramento da Eucaristia. Durante a última ceia de Jesus com seus apóstolos, ele mandou que celebrassem sua lembrança comendo o pão e bebendo o vinho que se transformariam em seu corpo e sangue. No Brasil, a tradição de enfeitar as ruas surgiu em Ouro Preto, cidade histórica do interior de Minas Gerais.
Agenda 
Rio de Janeiro
10h - Dom Orani celebra missa na Rua Santanna, no Centro, na Igreja de Santanna.
16h - Procissão da Candelária até a Catedral Metropolitana
São Gonçalo
7h - Concentração em frente à Igreja Matriz de São Gonçalo
8h - Santa Missa Solene presidida por dom José Francisco Rezende Dias, arcebispo de Niterói, e procissão com os símbolos da Jornada Mundial da Juventude
Niterói
7h - Confecção dos tapetes na Avenida Amaral Peixoto até 12h
15h - Show para recepção dos Símbolos da JMJ
16h - Missa, seguida de procissão
Fiéis de várias paróquias confeccionam o tradicional tapete de sal na Avenida Chile, no centro do Rio de Janeiro. Neste ano a mobilização na cidade foi maior devido à Jornada Mundial da Juventude (Foto: Adriano Ishibashi/Frame/Estadão Conteúdo)Fiéis de várias paróquias confeccionam o tradicional tapete de sal na Avenida Chile, no Centro do Rio

quarta-feira, maio 22, 2013

Slater Homenagem:Ruy Mesquita Morre







Ruy Mesquita, do 'Estadão', é velado 



em sua casa nesta quarta-feira em SP

Diretor de jornal morreu nesta terça-feira, no Hospital Sírio Libanês.
Médicos haviam diagnosticado um câncer na base da língua.

Do G1 São Paulo

O corpo do jornalista Ruy Mesquita, diretor de "O Estado de S. Paulo", é velado em casa, nesta quarta-feira (22), na Rua Angatuba, 465, no Pacaembu, na Zona Oeste de São Paulo. Mesquita morreu nesta terça (21). Ele estava internado desde o dia 25 de abril no Hospital Sírio-Libanês, no Centro de São Paulo. Os médicos haviam diagnosticado um câncer na base da língua.
O corpo de Mesquita chegou à casa para o velório às 2h desta quarta. O velório é restrito a familiares e amigos. O enterro está programado para ocorrer às 15h, no Cemitério da Consolação, também na capital paulista.
Rodrigo Mesquita, filho de Ruy, disse nesta quarta que o pai é o último jornalista do século XX. "Ele foi o último grande jornalista do século XX. Ele deixa a lição de que a missão do jornal é perene. Os jornais sempre foram meios das elites. Eles nunca vão competir com a audiência da televisão, da internet. Agora é uma plataforma de articulação da sociedade. Você encontra ali um retrato diário e hierarquizado do conjunto das informações que nos preocupam. O jornalismo não é só distribuir informação pro etéreo. Voce precisa ter um ponto de encontro que seja uma referencia pra uma discussao de onde estamos e para onde vamos. É assim que ele olhava o jornal e é assim que nós vamos continuar olhando o jornal", disse.Ele chegou a fazer uma cirurgia para a retirada do câncer. Os médicos, no entanto, não conseguiram conter o avanço da doença. Segundo a assessoria do hospital, Ruy Mesquita morreu às 20h40 desta terça-feira.
Rodrigo Mesquita (Foto: Nathália Duarte/G1)Rodrigo Mesquita (Foto: Nathália Duarte/G1)
O vereador Andrea Matarazzo (PSDB) afirmou que Ruy foi um marco na imprensa brasileira. "Um símbolo da imprensa brasileira e um dos grandes defensores da nossa democracia".
"Eu comecei na redação do Estado com 13 anos e o doutor Ruy já era um homem importante, me dava muita atenção como um jovem jornalista. E o papel que ele cunhou como fundador do Jornal da Tarde e como responsável pela opinião de um jornal tão importante faz desse momento uma dificuldade maior pra o Brasil, que carece muitas vezes de lideranças aptas a liderar transições em favor da liberdade, da cidadania, papel que ele e a família dele sempre desempenharam com grande competência", exaltou Gilberto Leifert, presidente do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária.
Luiz Lara, da Associação Brasileira de Agências de Publicidade ( Abap ), disse que a história de Ruy se confunde com a história do país. "Acho que o doutor Ruy Mesquita deixa um exemplo de crença na liberdade, na democracia, na livre iniciativa. Sempre foi um defensor das grandes causas desse país".
José Roberto Marinho (Foto: Nathália Duarte/G1)José Roberto Marinho (Foto: Nathália Duarte/G1)
"Ele deixa a lembrança de um homem que lutou. Teve convicção e teve princípios a vida toda e fez jus a esses princípios da liberdade de imprensa, da livre iniciativa, da liberdade geral. Soube conduzir muito bem os jornais e é um grande exemplo pra todos nós", declarou José Roberto Marinho, vice-presidente de Responsabilidade Social das Organizações Globo.
"É uma grande perda, sem dúvida, alguém que lutou a vida inteira pela democracia, pela liberdade em momentos dificéis. Foi um baluarte reconhecido por todos. Acho que ele nos deixa, mas acima de tudo, deixa uma causa, uma missão daquilo que temos que buscar", disse Fábio Colletti Barbosa, presidente-executivo do Grupo Abril. Lázaro de Mello Brandão, presidente do Bradesco, também lamentou o falecimento de Ruy na chegada ao velório. "Foi realmente uma perda importante".
"Ele deixa a lembrança de um homem que lutou. Teve convicção e teve princípios a vida toda e fez jus a esses princípios da liberdade de imprensa, da livre iniciativa, da liberdade geral. Soube conduzir muito bem os jornais e é um grande exemplo pra todos nós."
Histórico
Ruy Mesquita era da terceira geração de uma das mais tradicionais famílias de jornalistas do Brasil e por mais de 60 anos esteve na linha de frente do jornal “O Estado de S. Paulo”, conhecido como “Estadão”. O “Dr. Ruy’, como costumava ser chamado, ocupava o cargo de diretor de opinião do “Estadão” e, nos últimos anos, era o responsável direto pelos editoriais do jornal, considerados entre os melhores da imprensa brasileira.
Fundado em 1875 com o nome  de “A província de São Paulo”, o “Estadão”  é  um dos jornais mais antigos e de maior influência no país e, por muitos anos, foi apontado como conservador, embora Ruy Mesquita gostasse de defini-lo como uma publicação de ideias liberais e democratas.
Filho de Julio de Mesquita Filho e neto do patriarca Julio Mesquita, ele nasceu em 16 de abril de 1925 e cursou a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), mas trocou os estudos jurídicos pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.
Ao lado do pai, Julio de Mesquita Filho, e já como jornalista, apoiou o golpe de 1964, mas a família rompeu com o regime no ano seguinte, quando as eleições foram canceladas. O Estadão foi o primeiro alvo da censura prévia. Em 1968 chegou a ter a edição apreendida. Os jornais do grupo - como o Jornal da Tarde, fundado por doutor Ruy em 1966 -, entraram para a história do jornalismo ao desafiar os militares com a publicação de poesias e receitas no lugar de textos censurados.
Nos anos 1970, a construção da nova sede na Marginal Tietê, em São Paulo, deixou o grupo em dificuldades financeiras, contornadas apenas anos depois. Em 1996, após a morte do irmão Júlio de Mesquita Neto, doutor Ruy assumiu a direção do "Estadão".
Além do jornal “O Estado de S. Paulo”, o Grupo Estado reúne atualmente a Rádio Eldorado, a Agência Estado, a Oesp-Mídia, a Oesp-Gráfica e o portal Estadao.com.br.
Até as 8h30, ainda não havia sido autorizada a entrada da imprensa na casa do jornalista, onde é feito o jornalista (Foto: Nathália Duarte/G1)Até as 8h30, ainda não havia sido autorizada a entrada da imprensa na casa do jornalista, onde é feito o velório (Foto: Nathália Duarte/G1)

Slater - Notícias 241:Novo plano de segurança de SP prevê reestruturação da Polícia Civil




Novo plano de segurança de SP prevê 

reestruturação da Polícia Civil


Delegacia ficará responsável por investigar arrastões a restaurantes.
SP dará bônus a policiais que reduzirem índices de criminalidade.

Tatiana SantiagoDo G1 São Paulo
O Governo de São Paulo fará uma reestruturação na Polícia Civil na tentativa de aumentar a capacidade da corporação nas investigações de crimes no estado. A medida faz parte do programa “São Paulo contra o crime”, anunciado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) na manhã desta quarta-feira (22) em entrevista ao Bom Dia Paulo.
Na entrevista, Alckmin informou que policiais civis, militares e técnico-científicos o pagamento de bônus aos policiais civis e militares que conseguirem reduzir os índices de criminalidade em suas áreas de atuação. O bônus será de R$ 4 mil semestrais para cada policial, mas poderá chegar a R$ 10 mil. O governador também anunciou o aumento do efetivo da Polícia Civil e da Polícia Técnico-Científica.
A 2ª Delegacia de Furtos e Roubos de Joias será transformada na 2ª Delegacia de Investigações de Crimes Patrimoniais e Intervenção Estratégica. Ela ficará na apuração de crimes sazonais como arrastões a restaurantes.
Entre as medidas anunciadas, o Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) passará a se chamar 1ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Roubos e Latrocínios, dando maior capacidade ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para investigar homicídios.
O Serviço Aerotático (SAT) será elevado a Divisão de Operações Especiais e passará a ser dirigido por um delegado de polícia de classe especial. A divisão abrigará o Garra, grupo especializado Polícia Civil.
O DHPP, por sua vez, passará a investigar apenas chacinas e contará com duas equipes de investigação. O Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade) também será reestruturado. Entre os objetivos está melhorar o atendimento a turistas, como foco da Copa de 2014. Atualmente, a Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur) é subordinada ao Decade.
O governo paulista fará ainda uma licitação internacional para contratar uma empresa que integre os bancos de dados das polícias Civil e Militar.
"Estamos aqui porque queremos reduzir mais [ homicídios ], queremos ficar abaixo dos índices da OMS", disse Alckmin no lançamento do programa nesta manhã, no Palácio dos Bandeirantes. O objetivo do governo é fazer com que o número de homicídios em São Paulo seja menor que 10 para cada 100 mil habitantes, que é o recomendado pela Organização Mundial da Saúde. O tucano voltou a criticar o governo federal no controle das fronteiras, dizendo que é preciso controlar a entrada de armas de drogas. Ele também criticou a falta de uma legislação rigorosa. "Não podemos ter leis frouxas, lei da impunidade".
Bônus
Em entrevista ao Bom Dia São Paulo, Alckmin informou que as metas de redução da criminalidade que os policiais deverão seguir para receber o bônus ainda não foram definidas. Elas serão determinadas em parceria com os institutos Sou da Paz e Falconi, através de um convênio com o governo do estado. O governador também não informou os critérios para a distribuição dos bônus. Durante o lançamento do programa "São Paulo contra o crime" não foi esclarecido como serão definidas as metas dos policiais técnico-científicos para que ele tenham direito ao bônus, já que eles não trabalham diretamente no combate à violência.
"Vamos estabelecer as metas mais importantes para a população e, como resultado deste sistema de metas a serem atingidas por região, por tipo de delitos, é natural uma meritocracia, ou seja, uma bonificação. São um conjunto de medidas, vai até a criação de uma nova seccional em Campinas, um novo Deinter em Araçatuba", disse Alckmin sobre o pacote batizado de "São Paulo Contra o Crime" lançado nesta quarta.
Segundo ele, as metas e prazos da redução da criminalidade serão públicos. “Queremos resultado para a população na ponta, que é redução dos indicadores de criminalidade. É um misto: de um lado carreira, salário; de outro, estímulo", destacou.
Segundo Alckmin, a Polícia Civil deverá ganhar 2.800 novos agentes. Já a Polícia Técnico-Científica terá um incremento de 62%. “Serão ao todo 4.600, praticamente, policiais a mais nas polícias civil e técnico-científica", afirmou.
O governador pretende implantar as medidas no segundo semestre deste ano com o objetivo de diminuir os índices de criminalidade.
Quando questionado sobre o fim violência no estado, o governador disse que esse é um problema nacional. “Essa é uma guerra , é uma luta 24 horas, aliás, no país inteiro”, disse Alckmin.
Ele citou a responsabilidade do governo federal sobre a questão da segurança, a quem atribuiu omissão. “Uma situação geral: tráfico de drogas, tráfico de armas, omissão do governo federal, fronteiras totalmente abertas".
Sobre os índices de criminalidade no estado - alguns deles em alta -, Alckmin lembrou que em 2012 apenas São Paulo e Rio de Janeiro conseguiram baixas as estatísticas. Segundo ele, o número de homicídios, em alta desde julho do ano passado, cairá nos índices de violência em abril, que serão divulgados na próxima sexta-feira (25)
.

sábado, maio 11, 2013

Slater - Salve o Ártico









ENTRE JÁ E ASSINE A PETIÇÃO

Slater - Notícias 240:Fiscalização Apreende mais de 90 Kg de Pescado Ilegal no Amazonas

Fiscalização Apreende mais de 90 Kg de Pescado Ilegal no Amazonas

Pescado era comercializado em empresa de Manacapuru.
Locais tinham condições inapropriadas de higiene.

Pescado foi levado para o aterro sanitário (Foto: Superintendência Federal de Agricultura do Amazonas/divulgação)
Pescado foi levado para o aterro sanitário
(Foto: Superintendência Federal de Agricultura do Amazonas/divulgação)
 
Fiscais da Superintendência Federal de Agricultura do Amazonas apreenderam cerca de 97 Kg de pescado ilegal em duas empresas localizadas em Manacapuru, a 68 Km de Manaus. Os dois estabelecimentos foram lacrados e interditados na sexta-feira (3) por falta de higiene. O produto era comercializado em Manaus.

De acordo com o fiscal Federal agropecuário Daniel Dez, as duas empresas faziam produção e comercialização de pescado de forma clandestina. Elas foram identificadas por meio de denúncias anônimas à Superintendência.
Fábrica localizada em Manacapuru foi interditada (Foto: Superintendência Federal de Agricultura do Amazonas/divulgação)
Fábrica localizada em Manacapuru foi interditada
(Foto: Superintendência Federal de Agricultura do Amazonas/divulgação)

"Além de não terem o serviço de inspeção oficial, elas apresentavam péssimas condições de higiene e utilizavam equipamentos inapropriados. Também encontrados a presença de muitas pragas no local", disse ao G1.

Empresa foi lacrada por falta de higiene (Foto: Superintendência Federal de Agricultura do Amazonas/divulgação)
Empresa foi lacrada por falta de higiene
(Foto: Superintendência Federal de Agricultura do Amazonas/divulgação)
 
O fiscal informou que todo o pescado apreendido foi destruído e levado ao aterro sanitário. A ação de inspeção e interdição dos locais contou com apoio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf).

Slater - Notícias 239:Sucuri com mais de Quatro Metros é Encontrada em Quintal de Casa, no AM

Sucuri com mais de Quatro Metros é Encontrada em Quintal de Casa, no AM

Cobra foi capturada e morta por moradores da cidade de Careiro.
Durante cheia cobras deixam o habitat natural, diz Defesa Civil.

Cobra foi localizada por moradores (Foto: Reprodução/TV Amazonas)
Cobra foi localizada por moradores
(Foto: Reprodução/TV Amazonas)
 
Uma sucuri de mais de quatro metros foi encontrada na tarde desta quinta-feira (9) nas proximidades do quintal de uma residência localizada no município de Careiro, localizado a 88 Km da capital Manaus.

Os próprios donos da propriedade acharam a cobra e acionaram a Defesa Civil do município. Para capturar a sucuri, foi necessário o trabalho de vários homens da comunidade.

Moradores do local informaram à TV Amazonas que ficaram assustados com a presença do animal na área.
A cobra foi capturada e morta pelos moradores antes da chegada de equipes da Defesa Civil no local.

A Defesa Civil comunicou que durante o período de cheia dos rios na Amazônia é comum que as cobras deixem o seu habitat natural para procurar abrigo próximos às residências.
O órgão recomenda que, ao visualizar um animal como esse, a comunidade ligue para que equipes de resgates se desloquem até o local para realizar a captura.

Slater - Notícias 238:Confira a lista de lotes de leite não recomendados para consumo no RS

Confira a lista de lotes de leite não recomendados para consumo no RS

Operação Leite Compensado prendeu oito pessoas nesta quarta-feira.
Suspeita é de que 100 milhões de litros possam ter sido adulterados.

O Ministério Público do Rio Grande do Sul desencadeou na manhã desta quarta-feira (8) a Operação Leite Compensado, que investiga a adulteração de leite no estado. De acordo com a investigação, os fraudadores misturavam água e ureia ao produto para aumentar o rendimento. Oito pessoas foram presas em três regiões do estado, uma empresa foi interditada e três postos de refrigeração foram fechados.

Segundo o MP, cinco empresas de transporte de leite adulteraram o produto cru entregue para a indústria. A suspeita é que 100 milhões de litros tenham sido contaminados. Confira os lotes que não são recomendados para consumo pelo MP. Os promotores alertam os consumidores que tiverem em suas casas leites dos referidos lotes ou identificarem a presença do produto no comércio podem informar o MPRS por e-mail, informando marca, número do lote e data de fabricação.
Nesta quinta-feira (9), o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) determinou a retirada do mercado de todos os lotes de leite integral da marca Latvida feitos a partir de 1º de abril de 2013.

Leite Líder - UHT Integral
SIF 4182 - Fabricação: 17/12/12
Lote: TAP 1 MB

Leite Italac - UHT Integral
Goiás Minas - SIF 1369
Fabricação: 30/10/12 - Lote: L05 KM3
Fabricação: 5/11/12 - Lote: L13 KM3
Fabricação: 7/11/12 - Lote: L18 KM3
Fabricação: 8/11/12 - Lote: L22 KM4
Fabricação: 9/11/12 - Lote: L23 KM1

Leite Italac - UHT semidesnatado
Goiás Minas - SIF 1369
Fabricação: 5/11/12 - Lote: L12 KM1

Leite Mu-Mu - UHT Integral
Vonpar - SIF 1792
Fabricação: 18/01/13
Lote: 3 ARC

Leite Latvida - UHT Desnatado
VRS - Latvida - CISPOA 661
Fabricação: 16/2/2013 Validade: 16/6/2013
O MP não divulgou o número do lote

Leite UHT Semidesnatado
VRS - CISPOA 048/661
Marca: Latvida
Lote 190 - Fabricação: 2/4/2013
Lote 193 - Fabricação: 5/4/2013
Lote 103 - Fabricação: 18/4/2013

Leite UHT Desnatado
VRS - CISPOA 037/661
Marca: Só Milk e Latvida
Lote 188 - Fabricação: 4/4/2013
Lote 198 - Fabricação: 10/4/2013
Lote 202 - Fabricação: 11/4/2013
Lote 104 - Fabricação: 15/4/2013
Leite produzido em 16/2/2013, com validade até 16/6/2013

Leite UHT Integral
VRS - CISPOA 036/661
Marcas: Hollmann, Goolac, Só Milk, Latvida
Lote: 103 - Fabricação: 1/4/2013
Lote: 184 - Fabricação: 3/4/2013
Lote: 189 - Fabricação: 4/4/2013
Lote 190 - Fabricação: 5/4/2013
Lote 196 - Fabricação: 9/4/2013
Lote 200 - Fabricação: 10/4/2013
Lote 201 - Fabricação: 19/4/2013
Lote 202 - Fabricação: 20/4/2013
Lote 204 - Fabricação: 21/4/2013
Lote 205 - Fabricação: 22/4/2013

O que dizem as empresas
Mu-Mu
Em nota, a empresa afirmou que "atende a todos os requisitos e protocolos de testes de matéria prima exigidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento". No texto constam outros esclarecimentos: "A investigação do Ministério Público está concentrada no transporte entre o produtor leiteiro e os postos de resfriamento, onde o produto fica armazenado antes da entrada em nossa fábrica. A empresa permanece à disposição do MP e MAPA, no que for solicitado". A Mu-Mu também informa aos consumidores que tenham produtos do lote citado ou que tenham dúvidas entrem em contato com o SAC, pelo número 0800 51 7542, de segunda a sexta, das 7h30 às 18h30 e, aos sábados, das 7h30 às 13h30.

Latvida
Em contato com o G1 por telefone, a empresa Latvida informou que está operando normalmente. Segundo a assessoria de comunicação, a ação é direcionada exclusivamente aos transportadores do leite no estado. Em relação a esse aspecto, a marca disse que "está sendo eficiente até o momento".  A Latvida ainda afirmou que o problema ocorreu no lote 196 do leite UHT desnatado e que todos os outros estão liberados para o consumo. "Estamos vendo essa ação do MP com naturalidade. Nossos laboratórios funcionam 24 horas por dia e temos um laboratório móvel que percorre as regiões dos 1,6 mil produtores que temos no estado", disse o assessor de comunicação da empresa, Paulo Pereira.

Italac
Em e-mail enviado no início da tarde, a Italac informou que "o problema foi pontual, ocorrido no Rio Grande do Sul, e aconteceu no transporte do leite cru, entre a fazenda e o laticínio, antes de ser industrializado". Ainda segundo a nota, "os lotes identificados com problema foram retirados do mercado e não se encontram mais à disposição do consumidor. Todo o leite Italac encontra-se em perfeitas condições de consumo com total segurança e qualidade".
Líder
A empresa diz ter retirado do mercado ainda em fevereiro deste ano o lote não recomendado para o consumo, "tão logo a companhia tomou conhecimento da possibilidade de existir um problema de qualidade". A nota diz que cinco transportadoras de leite cru foram descredenciadas e um dos postos de resfriamento no estado foi fechado "por causa da ação de fraudadores". "Além disso, a Líder faz dupla checagem, nos postos de resfriamento e na fábrica, e desde janeiro não detectou nenhuma adulteração no leite destinado à produção. O leite Líder disponível no mercado está apto, portanto, para ser consumido com segurança", diz a empresa.

Fiscalização periódica detectou primeiras alterações
O Ministério da Agricultura emitiu nota técnica para explicar como foi detectada a fraude. De acordo com o Ministério, desde 2007, há fiscalização periódica por parte do Serviço de Inspeção Federal (SIF) para atestar a qualidade do produto. A partir de junho de 2012, o SIF começou a detectar a presença de formaldeído nas amostas de leite cru em alguns postos de refrigeração no estado.

No início deste ano, o laboratório do Ministério em Pedro Leopoldo (MG) confirmou a presença da substância em seis lotes da marca Italac pertencente à Goias Minas, em Passo Fundo. A partir deste resultado, foram coletadas amostras de todos os leites UHT produzidos no Rio Grande do Sul. Foi encontrada adulteração em lotes das marcas Líder e Mumu.

As investigações apontam para adição de ureia agrícola no leite cru, com o formaldeído acrescido por fazer parte da composição do produto. A adulteração tinha como objetivo aumentar o volume com água e tentar manter os padrões do leite. A Superintendência Federal de Agricultura no RS concluiu que a fraude não ocorria nas indústrias, mas nos transportadores, que só podem ser fiscalizados quando estão nas indústrias ou nos postos de resfriamento de leite.

De acordo com a nota, alguns transportadores atuam de forma independente e negociam o volume e o preço do leite entre os produtores e as indústrias. A remuneração ocorre por volume e não por quilômetro rodado.  A investigação mostra que as indústrias não sabiam da fraude. No entanto, segundo o MP, teriam falhado ao não detectar o esquema no controle de qualidade.
A orientação dos promotores é que os consumidores deixem de beber o leite de lotes específicos de fabricação. Quem tiver o produto em casa ou identificar a presença do produto no comércio pode informar o MPRS por e-mail , destacando marca, número do lote e data de fabricação.

sexta-feira, maio 10, 2013

Slater - Notícias 237:PMs e Manifestantes entram em Confronto na Avenida Paulista

PMs e Manifestantes entram em Confronto na Avenida Paulista

Confusão começou após assembleia de professores da rede estadual.
Grupo descontente cercou carro de som onde está diretoria do sindicato.

Confronto após assembleia de professores na Avenida Paulista (Foto: Diogo Moreira/Frame/Estadão Conteúdo)
Confronto após assembleia de professores na Avenida Paulista
(Foto: Diogo Moreira/Frame/Estadão Conteúdo)

Manifestantes e policiais militares entraram em confronto na tarde desta sexta-feira (10) na Avenida Paulista, na altura do Masp. A confusão começou após a assembleia de professores da rede estadual de ensino decidir encerrar a greve da categoria. Os professores estavam em greve desde 22 de abril. Descontente com o encerramento, um grupo colocou fogo em objetos na calçada do Vão Livre do Masp e na pista do sentido Consolação.
Os professores da rede estadual de ensino suspenderam a greve após votação feita durante a assembleia. Alguns manifestantes não concordaram com a decisão e fecharam os dois sentidos da avenida por volta das 17h.

Eles também jogaram garrafas de água, papéis e outros objetos no carro de som onde estava a diretoria do sindicato. A revolta, entretanto, não provocou espanto em Maria Izabel Noronha, presidente da Sidicato Nacional dos Professores (Apeoesp)."Toda a greve é assim. É um grupo que se põe desta forma e não temos como mudar isto."
Para ela, os manifestantes descontentes representam uma minoria, e fazem parte de uma ala radical. "Eles falam em democracia, mas quando suas ideias não são aceitas, mantém este tipo de comportamento. Lamento que até mesmo uma parte do sindicato esteja fazendo isso. Sempre foi assim, não tenho medo deles", assevera.
Policiais militares cercaram o veículo onde estavam os integrantes da diretoria. Houve empurra-empurra entre os PMs e os manifestantes. Alguns policiais usaram cassetetes para tentar dispersar pessoas que fechavam os dois sentidos da via.

Às 17h45, os dois sentidos da avenida estavam liberados para o trânsito, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os manifestantes que não concordavam com o fim da greve caminhavam na Rua da Consolação em direção ao Centro.

Pontos da negociação
Segundo a presidente, 60% dos grevistas votaram pelo fim da greve. Ela fez uma reunião com integrantes da Secretaria Estadual da Educação que, segundo ela, acatou algumas das reivindicações.
Entre as decisões está a diminuição do tempo que professores temporários precisam permanecer fora do cargo após término do contrato. Os professores temporários também não precisarão mais passar por outra avaliação contratual além da avaliação de qualidade feita pela secretaria. "Não tinha mais motivo em continuar uma greve com a participação de só 10% da categoria", afirmou Maria Izabel.
O sindicato marcou outra reunião com a secretaria na próxima semana para discutir outras reivindicações. Aproximadamente duas mil pessoas se concentravam no local por volta das 16h, de acordo com a Polícia Militar.

Em nota enviada no iníco da noite desta sexta, o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), informou que o secretário Herman Voorwald recebeu novamente representantes da entidade e reafirmou a eles que acompanhará no próximo semestre o comportamento da economia para avaliar com o Governo do Estado a possibilidade de mais avanços na atual política de valorização dos profissionais da Educação.

Manifestantes brigam durante protesto na Avenida Paulista; confusão começou com o fim da greve (Foto: Diogo Moreira/Frame/Estadão Conteúdo)
Manifestantes brigam durante protesto na Avenida Paulista; confusão começou com o fim da greve (Foto: Diogo Moreira/Frame/Estadão Conteúdo)

Reivindicações
Tramita na Assembleia Legislativa uma proposta de reajuste de 2% sobre os 6% já previstos para julho de 2013, chegando a 8,1% de reajuste total. A categoria reivindica um reajuste salarial de 36,74%.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, um professor que leciona para estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio, com uma jornada de 40 horas semanais, recebe, por exemplo, um salário-base de R$ 2.088,27. Com o aumento, passará a receber R$ 2.257,84 em 2013. Em 2014, quando deverá ser concedido novo reajuste de 7%, os vencimentos desse professor chegarão a R$ 2.415,89. Com os novos valores, o salário dos professores de educação básica II será, ainda de acordo com a pasta, 44,1% superior ao piso nacional, que é de R$ 1.567.

A secretaria reiterou que o governo de São Paulo “cumpre integralmente a Lei Nacional do Piso Salarial do Magistério Público.” A pasta informou também estar “à disposição para o diálogo com as entidades sindicais, mas não abre mão de trabalhar também, e sobretudo, diretamente com seus próprios profissionais comprometidos com o avanço da qualidade de ensino.”

sexta-feira, maio 03, 2013

Slater - Notícias 236:Menor Assume ter Ateado Fogo em Dentista

Menor Assume ter Ateado Fogo em Dentista

Em vídeo gravado pela polícia, o criminoso afirma que "não teve intenção" ao colocar fogo na vítima
Menor assumiu ter ateado fogo na dentista / Reprodução/Brasil Urgente 
Menor assumiu ter ateado fogo na dentista Reprodução/Brasil Urgente
 
Imagens feitas logo após a apreensão de um adolescente suspeito de queimar e matar a dentista Cinthya Moutinho de Souza revelam os detalhes do crime. No vídeo obtido com exclusividade pela Band, o menor assume ter ateado fogo na mulher, mas diz que “não teve intenção”.

"Minha intenção não era matar senhor, mas eu ‘taquei’ fogo. Ai eu risquei uma, duas... E pegou fogo na minha mão, depois na minha roupa e na mulher”, afirmou o adolescente de 17 anos.

Policial: Mas o que você jogou nela?
Menor: Joguei álcool, senhor?
Policial: Álcool do consultório dela?
Menor: Foi.

A pedido da polícia, ele mostra as mãos, que teriam ficado queimadas no crime. Em seguida , o adolescente identifica um comparsa que estava com ele na hora e que teria dado a ordem para queimar a  dentista.

Policial: Quem é? É esse?
Menor: Sim. Daniel.

“Daniel" é, na verdade, Victor Souza Silva. No primeiro momento, ele negou participação no crime. Mas, depois, disse que a iniciativa de atear fogo foi do menor e viu a vítima sendo queimada.

Jonatas Cassiano Araújo era quem dirigia o carro da quadrilha. Ele também fez saques com o cartão da vítima. Jonatas contou que o bando chegou ao consultório da dentista por acaso.

Policial: Já tinham um objetivo ou não? Foi por acaso que vocês passaram lá?
Menor: Não, foi por acaso, ‘tava’ procurando um lugar.

O caso

Os criminosos tocaram a campainha do consultório, que fica numa rua tranquila da cidade, na hora do almoço. A dentista Cintya Moutinho de Souza foi rendida quando abriu a porta. Uma paciente que estava no local foi vendada e teve objetos roubados pelo bando. Dois criminosos mantiveram a dentista refém e um ladrão pegou um cartão bancário da moça para fazer saques.
 
Imagens de câmeras de segurança mostram o suspeito entrando em  uma loja de conveniência de um posto de gasolina para tentar retirar o dinheiro. 

Como a vítima tinha apenas R$ 30 na conta, um dos criminosos decidiu atear fogo no corpo da dentista utilizando o álcool que serve para esterilizar os objetos usados nos tratamentos dentários. Vizinhos chegaram a chamar os bombeiros, mas Cynthia morreu no local.