sexta-feira, dezembro 20, 2013

Slater Homenagem:Reginaldo Rossi Morre




Reginaldo Rossi Morre


Recifense 
da gema

Por que Elvis pode falar 'você é uma cachorra doida, chorando a noite toda'? E Waldick Soriano não pode dizer 'Eu não sou cachorro, não'"?

14/2/1944

Nasce Reginaldo Rodrigues dos Santos, nos Coelhos, comunidade pobre da área central do Recife

+

Ainda criança, viaja com a família para o Rio de Janeiro e para São Paulo. Ao voltar ao Recife, fica conhecido pelo apelido de 'Carioca'

Década de 60

Antes de terminar o científico (antigo ensino médio) no Colégio Porto Carreiro, no Centro do Recife, começa a se interessar pela música, influenciado por sucessos dos Beatles e pelo movimento da Jovem Guarda. Ainda na escola, canta músicas de Ray Charles e Elvis Presley
Fotos: Reprodução/TV Globo

o

Adeus, rock

Sinto muita saudade do The Silver Jets. Éramos a primeira banda de rock do Nordeste. A gente sentia que estava para o Nordeste como os Beatles estavam para o mundo"

1964

Inicia a carreira, imitando Roberto Carlos. Toca com o The Silver Jets. Após fim do grupo, atua como crooner em boates. "Eu só tinha que cantar os sucessos"

1966 e 1968

Lança o primeiro LP, "O pão" (1966), com faixa título composta com Namir Cury e Orácio Faustino. Em 68, lança "O quente"

1970

Começa a se afastar do rock e passa a apresentar um repertório brega-romântico, do qual viria a se tornar um ícone. Lança o disco "À procura de você", que tem a música-título composta por Geraldo Nunes e Clayton. Na década de 1970, grava outros cinco LPs, sendo o último "Chega de promessas", de 1976
Fotos: Divulgação, Reprodução/TV Globo

'Garçom', hit nacional

A simplicidade ajudou a compor 'Garçom': 'Garçom. Eu sei. Estou enchendo o saco. Mas todo bebum fica chato...' Você entendeu, o presidente entendeu e o gari entendeu"

1980

Após quatro anos sem gravar, lança "A volta", que tem "Uma tentação", com Baby Santiago, e "A idade do lobo". Na década de 1980, lança dez LPs, torna-se fenômeno no Norte e Nordeste, mas continua relativamente desconhecido no Sudeste

1987

Lança o seu maior sucesso, "Garçom", composição própria, que faz sucesso no Sul e Sudeste do país. Torna-se famoso em outras regiões além do Nordeste e recebe dos fãs o título de "Rei do Brega"
Fotos: Divulgação, Reprodução/TV Globo

1989

Grava o LP "Momentos de amor", com "Saí da tua vida", de Chico Roque e Carlos Colla; "Me tira da solidão", de Chico Roque, Telma e Carlos Colla; e "Momentos de amor"

Majestade consagrada

Para mim, o meu rei é o Roberto [Carlos].
Agora, como existem alguns segmentos, falam que sou rei. Cada vez mais eu quero o brega perto de mim"

1989

Sai o CD "Reginaldo Rossi ao vivo", com hits do cantor, como "A raposa e as uvas" e "Mon amour, meu bem, ma femme"

1990

Na primeira metade dessa década, lança só um disco. Passa a fazer shows com mais frequência pelo Brasil afora, ainda fruto do sucesso da música "Garçom"
Fotos: Diego Marcel/Divulgação

1999

Lança o CD "Reginaldo Rossi the king", com a participação de convidados como Wanderléa, Erasmo Carlos, Golden Boys, Roberta Miranda e do grupo Planet Hemp. O disco vendeu 1 milhão de cópias

Corno etc

Essa história de corno não foi eu quem criou, mas o povo adora. Preste atenção em 'Garçom', o homem chora porque o amor da vida dele vai casar, mas levaram para esse lado e aproveitei"

2000

A cantora Roberta Miranda grava a música "Garçom", principal hit de Reginaldo Rossi, para o álbum ao vivo "A Majestade, o Sabiá"

2001

Lança novo CD ao vivo interpretando, entre outras músicas, "O dia do corno", de sua autoria, "Será que foi saudade?", de Zezé di Camargo, e "Em plena lua de mel", de Clayton e Cleide

2006

Comemora 40 anos de carreira e grava o primeiro DVD, "Reginaldo Rossi – Ao vivo", cujo repertório, constituído apenas de grandes sucessos, traz "O Dia do Corno", "Eu Devia Te Odiar", "Volta Amor", "Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme" e "Garçom"
Fotos: Divulgação, Epitácio Pessoa/Estadão Conteúdo/Arquivo

Palco vira cabaré

Eu quero cantar o que o povo gosta de cantar. Nada mais bacana do que cantar em um cabaré"

2010

Fiel ao estilo romântico exagerado, lança o segundo DVD, "Cabaret do Rossi". Na apresentação, que contou com um cenário de tecidos aveludados e poltronas vermelhas, faz releituras de grandes sucessos e canta versões de "Amor I Love You" (Marisa Monte) e "I Will Survive" (Gloria Gaynor)

2011

Reginaldo vence o Prêmio da Música Brasileira na categoria de melhor cantor popular, pelo álbum "Cabaret do Rossi"
Fotos: Diego Marcel/Divulgação

2013

Cantor passa a percorrer cidades do Nordeste com o show "Cabaret do Rossi". No final de novembro, artista se afasta dos palcos após ser internado em um hospital do Recife. Em dezembro, o resultado de uma biópsia confirma diagnóstico de câncer no pulmão e Rossi inicia sessões de quimioterapia.
Morre aos 69 anos de idade no dia 
20/12/2013

quinta-feira, dezembro 05, 2013

Slater Homenagem:Nelson Mandela Morre



Morre Nelson Mandela, Líder Sul-Africano Que Derrotou o Apartheid


Nelson Mandela dança para comemorar de sua posse como presidente da África do Sul, em Pretória

Figura adorada pelos sul-africanos, Nelson Mandela morreu hoje aos 95 anos em sua casa em Johannesburgo.
"Faleceu em paz, ao lado de sua família por volta das 20h50, no dia 5 de dezembro. Ele agora está em paz. Nosso país perdeu seu maior filho", disse o presidente sul-africano, Jacob Zuma, ao anunciar a morte do líder em cadeia de TV.

"Nossos pensamentos e orações estão com a família Mandela. Temos uma dívida de gratidão com eles. Eles sacrificaram muito para que nosso povo fosse livre", continuou. "O que fez Nelson Mandela grande foi justamente o que o fazia humano. Nós víamos nele o que perseguíamos em nós mesmos."
Primeiro presidente negro da África do Sul (1994-99), Mandela não era visto em público desde a final da Copa do Mundo da África do Sul, em julho de 2010.
Sua última aparição ocorreu em abril passado, quando ele recebeu um grupo de políticos encabeçado pelo presidente sul-africano. As cenas transmitidas pela TV estatal, em que aparece distante e alheio ao que se passa a seu redor, causaram comoção no país.
Em junho, ele enfrentou a sua quarta internação desde dezembro de 2012, o Medi-Clinic Heart Hospital, em Pretória. Ele sofria de complicações decorrentes de uma infecção respiratória.

Respeitado internacionalmente pelos gestos de reconciliação, Mandela passou 27 anos preso por se opor ao sistema segregacionista branco. Após intensa pressão internacional, foi libertado em 1990. Saiu da prisão para negociar com a minoria branca o fim do regime e de lá para ser presidente eleito sob uma nova Constituição.
Em seu governo, adotou como prioridade o discurso de unidade nacional e desencorajou atos de vingança e violência. Analistas apontam que, em razão disso, não conseguiu dar atenção suficiente a programas sociais, à geração de empregos e à epidemia de Aids, que se alastrou durante seu governo.
Em 1999, declinou da possibilidade de concorrer a um novo mandato para se dedicar a causas sociais e a ser uma espécie de consciência moral da nação. Pouco a pouco, no entanto, foi reduzindo sua visibilidade à medida em que a idade avançava.
Ainda não está claro quando e onde será o enterro. Há duas possibilidades: na vila onde nasceu, Mvezo, ou na pequena localidade em que passou a infância, Qunu. Ambas ficam na na província de Cabo Oriental, na costa do oceano Atlântico.

Nelson Mandela

Trajetória
O sul-africano nasceu na vila de Qunu (Transkei), em 18 de julho de 1918. Filho de Henry Gadla, chefe da tribo Thembu da etnia xhosa, sua vocação para a liderança é atribuída à formação familiar, já que ele foi criado para seguir os passos do pai.
Ao contrário do que previa a tradição, decidiu estudar. Abandonou sua província e foi viver em Alexandra, bairro negro no subúrbio de Johannesburgo.
Casou-se com Evelyn Mandela em 1944, com quem teve dois filhos e duas filhas.
Formou-se advogado pela Universidade de Witwaterrand em 1952 e montou um escritório de advocacia para negros. É nesta época que entra para o Congresso Nacional Africano --movimento nacionalista de luta contra o apartheid.
Em 1960, aumenta a repressão contra o CNA, que nos últimos anos vira crescer sua importância política. O movimento liderava greves e manifestações de desobediência civil. Naquele ano, Mandela consegue autorização do líder do movimento, Albert Luthuli, para montar o que seria o braço armado do CNA, o Umkhonto we Sizwe ("Lança da Nação"). Ainda em 60, o CNA seria banido e passaria à clandestinidade.
Apesar de ter autorizado a criação do grupo, Luthuli, prêmio Nobel da Paz de 1960 e presidente do CNA de 1952 a 1967, nunca defendeu o uso das armas.
Mandela acreditava na luta armada e dizia lutar pela liberdade dos negros sul-africanos. Dentro do movimento, era acusado de ter atitudes contraditórias. Costumava se reunir com seus amigos brancos e asiáticos. Ele dizia: "Não sou inimigo dos brancos, mas de suas leis injustas".

Prisão Perpétua

Mandela foi preso em 5 de agosto de 1962 e condenado à prisão perpétua por sabotagem contra o governo, em 12 de junho de 1964.
Quando foi preso, em 1962, Mandela estava casado pela segunda vez com a militante Winnie Madikizela, que conheceu nas reuniões do CNA, em 1956, quando ainda vivia com Evelyn. Casaram-se em 1958 e tiveram duas filhas.
Incomunicável durante 27 anos, Mandela deve a Winnie o início do movimento de luta por sua libertação. Não assistiu ao processo de mitificação de seu nome.
Winnie Mandela sofreu inúmeras represálias. Foi presa e ameaçada, além de processada por envolvimento em atos radicais.
No final da década de 80, Nelson Mandela era o preso político mais famoso do mundo.

Em agosto de 1958,Mandela deixa sinagoga usada como tribunal, em Pretória, após primeiro julgamento por traição


Fim do Apartheid

O Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) exigia, por meio de sanções econômicas, o fim do apartheid. A sociedade branca sul-africana parecia cansada do banimento imposto pela comunidade internacional.
Em 14 de setembro de 1989, assume a Presidência Frederik W. de Klerk. Herdeiro de fundadores do Partido Nacional, ele inicia reformas no regime político. No dia 2 de fevereiro de 1990, legaliza o CNA e, no dia 11, anuncia a libertação de Mandela.
Livre, ele inicia negociações por reformas políticas. Separa-se de Winnie em abril de 1992, após 33 anos de casamento.
Recebeu o prêmio Nobel da Paz, juntamente com o presidente Frederik de Klerk, no dia 15 de outubro de 1993.
Em maio de 1994, ele tornou-se o primeiro presidente negro na história da África do Sul, encerrando o mandato em 1999, sem tentar uma reeleição, como já havia se comprometido ainda antes de tomar posse. Em 2004, ele anunciou que se retirava da vida pública.
Em 2009, as Nações Unidas declararam o dia 18 de julho como o Dia Internacional de Mandela, em que organizações e indivíduos são encorajados a tomar parte em ações humanitárias.

Nelson Mandela no dia do casamento com sua segunda mulher, Winnie Mandela, em 1958

Nelson e Winnie com a filha Zindzi, no bairro de Soweto, em 1961

Mandela em Londres

Cela onde Mandela ficou preso, na África do Sul

Nelson Mandela, acompanhado por sua então mulher, Winnie Mandela, ao ser libertado após 27 anos de prisão, na Cidade do Cabo

Recém-libertado, Mandela recebe a veterana anti-apartheid e ex-membro do Parlamento Helen Suzman em sua casa, em Soweto

Mandela e sua então mulher, Winnie, participam de evento em estádio de futebol de Soweto para celebrar sua libertação; 120 mil pessoas lotaram o local para ouvir seu discurso

Herói da luta anti-apartheid, Mandela é recebido na ONU, em Nova York, em 1990

Nelson Mandela, então presidente da África do Sul, posa com Pelé, então ministro dos Esportes do Brasil, em Pretória, em 1995
Mandela lê livro para crianças durante campanha para incentivar projeto educacional na Cidade do Cabo, em 1995

Mandela vota na Cidade do Cabo, capital da única província ainda controlada pelo National Party na época

Então presidente sul-africano, Mandela passeia de carruagem com a rainha Elizabeth 2ª, em direção ao Palácio de Buckingham, em 1996

Nelson Mandela, em visita à Inglaterra, recebe títulos honorários de oito universidades britânicas, em 1996

Michael Jackson aplaude Nelson Mandela durante festa de aniversário do então presidente sul-africano em sua casa em Johannesburgo, em 1996

Encontro de Nelson Mandela e Stevie Wonder, em Pretória

Nelson Mandela posa para foto, em agosto de 1996

Após receber a Ordem da Boa Esperança, o então presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, condecora Mandela com a Ordem do Cruzeiro do Sul

Mandela recebe a princesa Diana durante viagem à África do Sul, em março de 1997

Nelson Mandela e Bill Clinton, então presidente dos EUA, visitam presídio na ilha de Robben

Nelson Mandela recebe Fidel Castro, em setembro de 2001

O ex-presidente segura a Taça Fifa em evento em Zurique, na Suíça, onde foi anunciado que que a Copa do Mundo de 2010 aconteceria na África do Sul

Nelson Mandela comemora seu aniversário 92 anos, em julho de 2010

Nelson Mandela aparece sorrindo em foto de agosto de 2010 divulgada pela Nelson Mandela Foundation

O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela durante encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Moçambique, em 2008

Nelson Mandela durante a cerimónia de encerramento da Copa do Mundo de Futebol na África do Sul, em julho de 2010

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela e sua terceira mulher, Graça Machel, em Johannesburgo, em maio de 2011

Bill Clinton visita Nelson Mandela em sua casa, na véspera do aniversário de 94 anos do líder sul-africano

domingo, dezembro 01, 2013

Slater Homenagem:Paul Walker Morre



Morre aos 40 anos Paul Walker, protagonista da sagaVelozes e Furiosos

Astro se envolveu em um acidente de carro
Paul Walker morreu aos 40 anos em um acidente de carro nos EUA
O ator Paul Walker, protagonista da saga de ação Velozes e Furiosos, morreu neste sábado (30) aos 40 anos em um acidente de trânsito, segundo confirmou seu publicitário.
A notícia foi publicada em primeira mão pelo portal especializado em informação de famosos TMZ. Paul Walker deixa filha Meadow, de 15 anos.
De acordo com o portal, Walker voltava de um evento de caridade na companhia de um amigo. O ator estaria como passageiro do carro, que perdeu o controle e bateu em um poste ou numa árvore. Na sequência, o carro pegou fogo. O amigo de Paul Walker também morreu no acidente.
Paul Walker ficou famoso no mundo todo ao estrelar, em 2001, o filme Velozes e Furiosos, no papel de Brian O'Conner.

Slater - Notícias 302:Brasil Terá Teste de Aids Vendido em Farmácia


Brasil Terá Teste de Aids Vendido em Farmácia

Um teste caseiro para diagnóstico de HIV começará a ser usado no País no próximo ano. Desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o exame é feito com base em análises de saliva.

Organizações não governamentais já começam a ser treinadas para o uso adequado do kit. Na primeira etapa, o exame será oferecido para populações consideradas vulneráveis para a doença, como profissionais do sexo, gays, usuários de drogas e travestis. Depois de abril, ele deverá ser vendido em farmácias. “Esse é o futuro”, disse ao jornal O Estado de S. Paulo o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa. “O teste é uma ferramenta valiosa para ampliar o diagnóstico da doença”, completou.
Nos últimos anos, várias campanhas para incentivar a testagem foram realizadas. Exames rápidos também passaram a ser oferecidos em serviços públicos de saúde. Os números obtidos até agora, no entanto, são considerados tímidos.
O governo estima que 150 mil pessoas tenham HIV no Brasil e não saibam. O problema é considerado grave porque reduz as chances de o tratamento ser iniciado na fase inicial da doença. A terapia precoce, além de garantir a qualidade de vida para o soropositivo, é considerada por especialistas instrumento importante para prevenir novas infecções pelo vírus.
Quando o portador do HIV está sob tratamento, a quantidade de vírus circulante em seu organismo cai, reduzindo o risco de infecção do parceiro em relações sexuais desprotegidas. “Além disso, quando a pessoa sabe da sua condição sorológica, ela pode reforçar as medidas de prevenção”, disse Barbosa.
Outra tentativa. Trata-se da segunda geração do teste para HIV feito com saliva desenvolvido pela Fiocruz. “Na primeira versão, o valor preditivo apresentava falhas”, disse o secretário. O exame atual é considerado seguro e confiável.
Hoje, 20 organizações não governamentais estão em treinamento para usar o teste. Outras 20 deverão ser recrutadas. A expectativa é de que até o início do ano uma portaria com as regras para padronizar o teste seja publicada. Para a venda em farmácias, segundo Barbosa, será preciso um registro, emitido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Slater - Notícias 301:Com 3,3 Milhões de lâmpadas, Árvore de Natal da Lagoa é Inaugurada no Rio


Com 3,3 Milhões de lâmpadas, Árvore de Natal da Lagoa é Inaugurada no Rio